Os Prós e Contras de mover suas gravações de vídeo para a NVR de Nuvem

Durante anos, o método tradicional de gravação de vídeo ficou estagnado.  Agora, mais do que nunca, é essencial que as empresas invistam em uma solução de segurança de vídeo que melhore a vigilância e que remova as dores criadas pelas formas tradicionais e legadas desses sistemas.

 O objetivo deste artigo é de informar você sobre as diferentes opções de gravação e por que salvar vídeo na nuvem pode se encaixar com as suas demandas.  Aqui está o que vamos explanar:

  1. O que é um NVR, DVR e Cloud NVR?
  2. Os Prós e Contras do Cloud NVR.

NVR vs. DVR vs. Cloud NVR

O que é NVR?

NVR significa Network Video Recorder – Gravador de Vídeo em Rede.  Tipicamente, esses gravadores são usados com câmeras IP e gerenciam todo o processo de codificação e processamento através de um cabo de rede a ele contectado.  Exibição dos vídeos é feita através de um monitor de vídeo externo e o armazenamento em si é feito através de discos rígidos, Pendrives USB, cartão de memória ou storage de rede.

Sistema NVR

image001 (2)

  1. Portas para conexão de câmeras PoE
  2. Porta eSata para conexão de discos externos
  3. Portas VGA e HDMI para conexão de monitor de vídeo
  4. Porta de rede, para conectar o sistema a um roteador

Existem dois tipos de NVRs – PoE (em geral, tem portas  ethernet para conexão de câmeras PoE) e WiFi (não possem portas, pois as câmeras se conectam via rede WiFi.

Sistemas DVR

image002 (2)

  1. Portas Coaxiais, para conectar câmeras
  2. Porta eSata para conexão de discos externos
  3. Portas VGA e HDMI para conexão de monitor de vídeo
  4. Porta de rede, para conectar o sistema a um roteador

DVR significa Digital Video Recorder – Gravador de Vídeo Digital e é usado principalmente com câmeras analógicas.  Exibição e armazenamento de vídeo é feita de forma similar ao NVR, mas os dois diferem em como as câmeras se conectam ao gravador.  DVRs usam cabeamento coaxial, enquanto os NVRs usam PoE ou WiFi.

O que é CVR – Cloud NVR?

image003 (1)

Cloud NVR é uma infraestrutura de nuvem que funciona como o NVR/DVR, mas que pode ser seguramente acessada de qualquer lugar, a qualquer tempo.  A exibição de vídeo é feita através de um aplicativo de software ou navegador e o armazenamento é gerenciado na nuvem.  O Cloud NVR normalmente requer a câmera, energia e conectividade com a internet para funcionar.

Os Prós

  1. Manter e Gerir a Infraestrutura

Um dos pontos positivos mais visíveis em se usar CVR é a possibilidade de deixar de usar e manter diversos hardwares.  Com sistemas tradicionais, as empres precisam adquirir discos externos, servidores, cabos, etc…  Depois de implantar, o hardware precisa ser mantido para assegura boa funcionalidade do sistema.

Com o CVR, as empresas precisam cuidar apenas das câmeras.  Hardware adicional deixa de ser necessário o que aumenta a produtividade e da às equipes de TI a possibilidade de focar atenção no que realmente interessa, sem se preocupar com hardwares adicionais.

  1. Escalabilidade

Com as opções tradicionais, as empresas são limitadas pelo espaço de armazenamento ou pelo número máximo de câmeras baseada no número de portas do gravador.  Essas portas normalmente vem em variações de 8, 16, 32, 64, etc…  Se a empresa atingiu o limite de câmeras, precisam adquirir um novo gravador, mais discos e servidores, que pode estar separados fisicamente do demais hardwares.

  1.  À Prova de Futuro

Usando CVR ajuda você a proteger sua empresa da obsolecência.  Quanto mais hardware é necessário para que seu sistema funcione, mais possibilidades de algo quebrar.  A Backblaze fez um teste de falha para discos rídigos e encontrou que após o quarto ano, as falhas são 12% maiores e este percentual só cresce com o aumento do tempo de vida.

Com sistemas de nuvem, a câmera é o único hardware que você pode precisar substituir.  Todavia, com as opções tradicionais, você tem câmeras, NVRs/DVRs, discos rígidos, servidores, etc…  Um cenário potencial que você precisa também considerar é que se o NVR quebrar, o seu sistema todo sai do ar e substituir o mesmo pode ser muito caro.

Reduzindo o número de componentes de hardware, um CVR simplifica todo o processo e torna a gerência do sistema em algo livre de stress.  Algumas empresas fazem a atualização automática de firmware para se assegurarem que o sistema continua a evoluir a medida que novos recursos vão sendo lançados.

Os Contras

  1. Dependência da Internet

Um problema comum associado às opções de nuvem é sua dependência da Internet.  Existe um desentendimento comum de que o sistema todo para caso a câmera perca a conectividade com a Internet.  Mesmo esta sendo uma preocupação válida, muitas câmeras continuam gravando, mesmo que percam a conexão ou que o link esteja com baixa qualidade.  Se você estiver seriamente considerando sistemas CVR, verifique as várias opções disponíveis para se certificar quais fabricantes consideraram tratar este problema.

  1. Consumo de Banda

Alguns gravadores de vídeo consomem um volume considerável de banda de internet.  Dependendo do seu sistema, cada câmera consome entre 0,5 e 1 Mbps.  Se você tiver perto de 100 câmeras, elas podem consumir de 50 – 100 Mbps, que pode sobrecarregar ou mesmo saturar a rede da empresa.  Enquanto os problemas de banda podem afetar alguns sistemas de nuvem, a solução da Rhombus não sofre deste problema.

  1. Conformidade

Para algumas empresas, segurança de nuvem não atende aos padrões de conformidade.  Isso pode ser devido a uma grande variedade de motivos, incluído de não ter controle físico sobre suas próprias imagens, não poder armazená-las por longos prazos ou que a armazenagem em nuvem causa algum tipo de desconforto.  Qualquer que seja o motivo, conformidade, especialmente para sistemas de nuvem, devem ser cuidadosamente considerada.  Empresas que estejam pensando em trocar devem verificar se os fornecedores mantém um alto padrão de segurança e criptografia que atenda aos requisitos da empresa, especialmente quando tem dados de clientes envolvidos.

Conclusão

Existem muitos prós e contras para qualquer sistema de vídeo monitoramento, mas cabe ao usuário decidir o que funciona melhor para a sua empresa.  Nós temos convicção que trasicionar para CVR pode remover muitas dores de cabeça e melhorar o desempenho geral do seu sistema de segurança de vídeo.  Se quiser saber mais, procure-nos.