Segurança digital vira pauta para CEOs

Os principais executivos de empresas no Brasil estão cada vez mais envolvidos em decisões de segurança cibernética em meio a preocupações crescentes quanto ao vazamento de informações e outras vulnerabilidades, de acordo com o relatório publicado pela Information Services Group (ISG).

O relatório ISG Provider Lens™ Cyber Security – Solutions & Services 2020 para o Brasil, divulgado pela TGT Consult, identifica que as empresas no país estão focadas em cumprir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a nova lei de privacidade brasileira que exige que muitas empresas alterem seus processos e tecnologias de proteção de dados. Essas regulamentações mais rígidas estão levando a um mercado de segurança cibernética mais maduro no Brasil.

A crescente atenção à segurança cibernética no Brasil está levando as empresas de consultoria tradicionais a se concentrarem em avaliações e projetos de arquitetura de tecnologia cibernética, acrescenta o relatório.

Essas empresas estão contratando especialistas, anunciando novas ofertas de serviços e estabelecendo laboratórios de segurança cibernética. Grandes empresas de consultoria reestruturaram seus portfólios de consultoria estratégica para incluir segurança cibernética.

Para resolver as falhas de segurança frequentes, os principais provedores de serviços desenvolveram plataformas proprietárias que integram muitas soluções de segurança, acrescenta o relatório. O mercado de serviços técnicos no Brasil é altamente fragmentado, com centenas de provedores de serviços oferecendo serviços de integração. Muitos, no entanto, não têm experiência adequada ou operam apenas em uma região limitada.

O relatório também vê provedores de serviços adotando inteligência artificial e ferramentas de aprendizado de máquina para oferecer serviços de segurança gerenciados. Essas ferramentas ingerem grandes quantidades de dados e usam análises inteligentes para identificar como as ameaças estão se transformando e se espalhando. Os serviços de segurança gerenciados se tornaram uma necessidade para muitas empresas.

O relatório também identifica um interesse crescente no gerenciamento de identidade e acesso à medida que as empresas no Brasil migram para a nuvem. Os serviços de single sign-on (SSO) permitem que os usuários acessem vários sistemas que rodam em redes ou nuvens separadas.

Além disso, as ferramentas de prevenção contra perda de dados estão ganhando importância no Brasil devido às novas regulamentações da LGPD, afirma o relatório. Os clientes que adquirem essas soluções devem procurar parceiros locais com recursos de implementação e suporte pós-venda, recomenda o relatório.

Se uma empresa está preocupada com a conformidade, ela deve procurar ferramentas que examinam e ofuscam os dados, enquanto as empresas preocupadas com malware, ransomware e roubo de dados devem considerar ferramentas que fornecem monitoramento de dados em tempo real e bloqueio de acesso automatizado, acrescenta o relatório.

Tenha total controle e mapeamento das ameças cibernéticas, com as soluções kenna Security saia na frente em seus negócios e proteção de dados.

Não há nada de mais inovador do que serviços em nuvem, e para isso também existe á necessidade de ter uma segurança que atenda a essa tendência.  A M3Corp pode ajudá-lo a entender qual tipo de solução de segurança é adequada para a proteção dos seus dados em nuvem.

Solicite seu atendimento! Clique aqui  

Fonte: https://www.channel360.com.br/seguranca-digital-ceos/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *