Como a segurança e a TI podem alavancar a experiência dos seus clientes (CX)

Confira este artigo da Kenna Security com dicas para otimizar a experiências de seus clientes.

Uma boa equipe CX não apenas trabalha para manter os clientes engajados e satisfeitos, mas também nos permite identificar oportunidades para melhorar ofertas de software de segurança cibernética.  

 

Segurança e TI: CX com outro nome? 

Equipes de CX têm muito em comum com times de segurança e TI. Na verdade, os departamentos de segurança e TI são basicamente equipes CX disfarçadas.  

Assim como qualquer negócio, Segurança e TI têm clientes que precisam satisfazer: partes interessadas internas e liderança, cada um com suas próprias necessidades, desafios e expectativas. 

 

Aqui vão algumas práticas recomendadas de CX para seu canal aumentar a satisfação dos clientes e aprimorar sua credibilidade empresarial: 

  • Comece percebendo que prestar um serviço significa servir as pessoas:
    Diante do fluxo diário de tarefas técnicas, os gerentes de segurança e TI se esquecem, compreensivelmente, que a segurança cibernética não é apenas uma questão de tecnologia. É um humano
     
  • Definir, medir e atender às expectativas:
    O segredo para uma ótima experiência do cliente é simples: entregue a experiência que seus clientes esperam. Para as equipes de TI e segurança, isso significa criar SLAs internos que signifiquem algo para seus vários grupos de clientes. Por exemplo, aqueles que trabalham para gerenciar e mitigar vulnerabilidades podem definir acordos de nível de serviço (SLAs) baseados em risco que definem por escrito a tolerância ao risco de suas partes interessadas, suas prioridades de ativos e a pontuação de risco de vulnerabilidade que esperam alcançar. 
     
  • Priorize o atendimento ao cliente:
    Lembre-se, eles são seus clientes. Concentre suas equipes na entrega de um serviço rápido e responsivo quando um funcionário tiver uma dúvida ou precisar de ajuda. Uma maneira de melhorar o atendimento ao cliente é permitir que os clientes ajudem a si mesmos, quando aplicável, por meio do autoatendimento. No mundo CX, isso pode significar a criação de bases de conhecimento, utilização de chatbots ou criação de linhas de apoio automatizadas que as pessoas podem usar para concluir tarefas comuns. Para TI e segurança, uma experiência de autoatendimento pode significar fornecer as ferramentas e o suporte de que sua equipe AppSec precisa para remediar proativamente os riscos do aplicativo, identificar ameaças e adicionar novos recursos sem precisar ligar ou enviar um e-mail. 

 

Conte com o apoio do time de especialistas da M3Corp!  

 

Traduzido e adaptado de: https://www.kennasecurity.com/blog/security-and-it-leverage-secrets-to-cx-success/