Consequências do ataque de ransomware ao maior oleoduto dos EUA

Um ciberataque de graves proporções pode afetar o fornecimento de combustível para a costa leste dos Estados Unidos após a operadora de dutos Colonial Pipeline anunciar uma interrupção em suas operações. O golpe de ransomware foi divulgado pela empresa na dia 07 de maio e levou ao fechamento de toda a rede da companhia, que opera o maior oleoduto do país.

 

O chefe da Colonial Pipeline confirmou que a empresa realizou um pagamento de resgate de $ 4,4 milhões, apesar de ser uma decisão altamente controversa. O gasoduto de 5.500 milhas (8.900 km) transporta 2,5 milhões de barris por dia. De acordo com a empresa, ela transporta 45% do suprimento de diesel, gasolina e combustível para aviação da Costa Leste.

O presidente-executivo, Sr. Blount, disse que a empresa decidiu pagar o resgate após discussões com especialistas que já haviam lidado com o DarkSide, a organização criminosa por trás do ataque.

 

“Não tomei [essa decisão] levianamente. Devo admitir que não me senti confortável em ver dinheiro sair pela porta para pessoas como esta.”

O governo dos Estados Unidos recomendou no passado que as empresas não paguem aos criminosos por ataques de ransomware. Em troca do pagamento do Bitcoin, a empresa recebeu uma ferramenta de descriptografia para desbloquear os sistemas comprometidos pelos hackers – embora não fosse suficiente para reiniciar os sistemas imediatamente, segundo o jornal.

Carros na fila de um posto de gasolina Costco durante a paralisação do Gasoduto Colonial

 

Antes mesmos nos detalhes sobre o ataque serem divulgados, o caso já havia provocado uma investigação federal, de acordo com a imprensa americana. No Brasil, a DarkSide foi responsável por tentativas de golpes a empresas de energia como a Copel e a Eletrobras.

Este ataque confirmou temores antigos, que vêm desde o ano passado, sobre ataques de ransomware que miram a infraestrutura nacional de fornecimento de energia, água, gasolina e demais insumos para o país. Ainda é cedo para afirmar, principalmente diante de outros casos que envolvem usinas de tratamento, mas este pode ser um dos ataques que mais se aproximaram de efetivamente interromper o suprimento de itens essenciais.

São mais de 8,8 mil quilômetros de dutos que ligam a Costa do Golfo aos estados do leste e sul do país, além de servirem como linha direta de alimentação a alguns dos maiores aeroportos americanos em volumes de passageiros.

As operações do gasoduto foram retomadas na semana passada, embora a escassez de gasolina observada em estados como Carolina do Norte e Geórgia tenha persistido, de acordo com a empresa de monitoramento de dados Gas Buddy. O Sr. Blount acrescentou que levaria meses antes que alguns outros sistemas de negócios fossem recuperados e estimou que o ataque custaria à empresa dezenas de milhões de dólares.

Fonte: https://bit.ly/3bRpsmX