Os desafios da segurança cibernética para as pequenas e médias empresas

O mercado em geral tem enfrentado verdadeiros desafios com relação a segurança cibernética, especialmente com as mudanças acarretadas pela pandemia, como o regime de trabalho em home office que pegou diversas organizações desprevenidas, e o aumento exponencial de ciberataques. 

Nesse cenário tão incerto, muitas pequenas e médias empresas (PMEs) por terem menos recursos disponíveis, não tiveram como se proteger digitalmente da mesma forma. Segundo pesquisas, 43% dos ataques cibernéticos possuem como alvo as PMEs, mas apenas 14% delas estão preparadas para se defender. 

Devido ao porte menor, ataques a esses negócios podem ser fatais, seja financeiramente quanto com relação a reputação das organizações frente a um vazamento de dados. Cerca de 46% das PMEs foram alvos de ransomware, e praticamente 75% delas pagaram o resgate, de acordo com estudos. 

Com departamentos de segurança reduzidos ou inexistentes, os funcionários dessas organizações precisam ser treinados para prevenir e saber como reagir a qualquer investida cibernética. A Thycotic apontou que os custos de um incidente podem ser reduzidos em até 50% com um plano estruturado de resposta aos golpes digitais.

A importância do gerenciamento de senhas

Cerca de 80% dos ciberataques envolvem credenciais privilegiadas, e por isso, o gerenciamento de senhas tem se tornado prioridade para os CISOs. 

Entretanto, um erro que alguns negócios podem cometer é o de confiar em aplicativos de senhas que podem ser gerenciados individualmente por cada usuário, o que não resolve, mas sim delega o problema e leva mais uma função operacional aos colaboradores. 

A solução PAM (Gerenciamento de Acesso Privilegiado), por ser uma abordagem de gestão unificada, além de mais segura é mais eficiente para segurança das empresas. 

Garanta mais proteção aos seus clientes PMEs com a Thycotic. Entre em contato com nosso time especialista da M3Corp.