Pane global: entenda a queda das três maiores redes sociais

Ontem, dia 04 de outubro, três das maiores redes sociais utilizadas ficaram mais de 6 horas fora do ar em todo o mundo, sendo elas: o WhatsApp, Facebook e Instagram. Ao contrário do que muitos puderam imaginar, não houve nenhum ataque cibernético ou relação com as operadoras de telefonia como causa da interrupção. 

Segundo o pronunciamento das empresas em questão, a queda ocorreu durante uma mudança numa estrutura que coordena o tráfego entre seus centros de dados. Especialistas que realizaram testes para descobrir a causa da queda, afirmaram que essa provavelmente foi decorrente de uma falha contínua de DNS. 

Prejuízos causados pela falha nas redes

Por causa da queda das redes, o preço das ações do Facebook na bolsa de tecnologia de Nova York decaiu quase 5%, acarretando em uma perda de US$ 5,9 bilhões na fortuna de Mark Zuckerberg. 

A situação ganhou grande relevância no Twitter, sendo Trending Topics (os assuntos mais comentados) no Brasil. Enquanto as instituições utilizavam o meio para se desculpar com todos os afetados e mantê-los atualizados, os usuários por sua vez comentaram o assunto e satirizaram a situação, através de “memes”. De acordo com dados divulgados pela CNN, em menos de 6 horas o número de menções ao WhatsApp chegou a 2,5 milhões. 

Lições aprendidas com a instabilidade das redes

Seus clientes foram afetados pela falha nas redes? 

Muitos usuários utilizam o WhatsApp, Facebook e o Instagram para trabalhar, e a instabilidade, mesmo que fora do controle das empresas, gerou prejuízos.  

Para que seus clientes possam se prevenir de interrupções internas, possam continuar a se comunicar com a equipe, acionar os clientes e inclusive se prevenirem de ataques cibernéticos, fale com a M3Corp. 

 

Referências: 

https://www.cnnbrasil.com.br/business/whatsapp-volta-a-funcionar-apos-7-horas-fora-do-ar/ 

https://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2021/10/04/whatsapp-fora-do-ar-o-que-se-sabe-ate-agora.ghtml