Líderes em TI precisarão se reinventar

Nova pesquisa do Gartner revela que o papel do líder de segurança cibernética precisa ser reformulado, tendo em vista a quantidade cada vez maior de ataques e vazamento de dados. 

A instituição alerta que não apenas na área de TI, mas também em todo o ecossistema dentro das empresas precisarão de mais proteção e protocolos de segurança. 

De acordo com as mais recentes análises, estão os líderes de Segurança e Gerenciamento de Riscos (SRM) investindo significativamente mais esforços na avaliação e influência da “cibersaúde” para terceiros. Os funcionários estão tomando mais decisões com implicações de risco cibernético e, ainda assim, mais comitês executivos estão sendo estabelecidos com demandas fora do escopo do líder de segurança cibernética. 

A responsabilidade por riscos cibernéticos se expandirá além da TI e isso é um fato, visto que 88% dos conselhos consideram a segurança cibernética como um risco comercial e não apenas um problema técnico de TI.  Já 13% responderam instituindo comitês específicos de segurança cibernética supervisionados por um diretor dedicado. 

 O Gartner também prevê que pelo menos 50% dos executivos de nível C terão requisitos de desempenho relacionados ao risco e gestão de segurança cibernética incorporados em seus contratos de trabalho até 2026. 

A M3 Corp tem em seu portfólio empresas parceiras que são capazes de atender todas as demandas de segurança, desde softwares, hardwares, treinamento e gestão. Fale conosco e comece hoje mesmo a proteger todo o negócio de seus clientes. 

Fonte: https://www.securityreport.com.br/overview/pesquisa-revela-que-o-papel-do-lider-de-seguranca-cibernetica-precisa-ser-reformulado/#.YjH613rMLIU